Free Web Hosting Provider - Web Hosting - E-commerce - High Speed Internet - Free Web Page
Search the Web

  Sapo, Rã ou Perereca?
     
Pagina-inicial

Sobre o Ra-bugio

Santuario Ra-bugio

Sapo-ra-perereca

Pererecas

Pererecas2

Pererecas3

Pererecas4

Pererecas5

Ras

Ras2

Sapos

Outras familias

Forca-tarefa

Esperanca

Sites e Artigos

 

Como devo chamar? Sapo, rã, ou perereca?


O Brasil deve ter mais de 800 espécies de anfíbios anuros, como são classificados os sapos, rãs e pererecas, daí a grande dificuldade em usar os três termos de acordo com as distinções definidas nos dicionários. A língua portuguesa (falada em Portugal) apresenta, oficialmente, apenas os termos sapo e rã. A palavra perereca, que foi incorporada ao português (falado no Brasil), vem da língua indígena tupi-guarani e significa andar aos saltos; era o termo utilizado pelos indígenas que falavam o tupi-guarani para designar os anfíbios, provavelmente, de forma genérica. Com o passar do tempo, o termo perereca passou a ser empregado pela população em geral, principalmente para designar aqueles anfíbios anuros dotados de discos aderentes na ponta dos dedos, que servem para eles subirem em árvores e nas paredes das casas. Para denominar os anfíbios anuros, à grosso modo, podemos seguir as regras abaixo:

  SAPO:
a pele é rugosa e fosca; tem bolsas nas laterais (glândulas parotóides)

Bufo ictericus - Fêmea
  RÃ:
tem pele lisa e vive no chão

Leptodactylus flavopictus - Macho
  PERERECA:
Tem discos aderentes na ponta dos dedos para subir em árvores e paredes

Scinax hayii
 
   
 

AUTORES:
Germano Woehl Jr. & Elza Nishimura Woehl

SANTUÁRIO RÃ-BUGIO
GUARAMIRIM, SANTA CATARINA
TEL. (47) 373-3087
Atualizado em: 23nov2002